INTEGRA(ndo)MODA – Post n. 1 do 11° Integramoda RS

Trilha da Semana
10 de julho de 2012
Boop Boop, Badoop…
12 de julho de 2012
Exibir tudo

Eu ia deixar para a manhã, mas não vai dar. Tem tanta coisa sensacional acontecendo no 11° Integramoda RS que eu resolvi começar a escrever daqui mesmo, em pitadas, para poder dividir com vocês essa sensação gostosa que dá ao ver a nossa região fervilhando e respirando moda. Neste exato momento Caxias está [Ox]igenando, porque a Carmencita Job, da [Ox]igênio (luxo de guria, viu?) está falando sobre Macrotendências. Sou suspeita, porque a Carmencita ministrou um curso maravilhoso no último fim-de-semana aqui em Caxias, e eu participei. Citei essa experiência no InstaTops dessa semana, porque instagrei uma foto da vitrolinha da Carmencita tocando um jazz delícia na Coletivo Labs. O que ela está contando é que Tendências são relações do presente e não simples previsões do que vai acontecer daqui a seis meses, um ano ou dez anos. É através da análise do comportamento de agora que vamos entender o que vai ser objeto de desejo daqui a pouco. A Carmencita está alinhando Macrotendências e Microtendências e conta que uma das Macrotendências atuais é o Consumo da Memória Vital, ou seja, entender gostos e escolhas através das histórias. Nas Microtendências ela citou o Design do Instinto, o handmade, singular e exclusivo mas que inclui grupos no processo de fazer, como as tricoteiras, por exemplo. Ela até citou a Helen Rödel que estava noPost Quente de ontem! Outra Micro é o Naturalismo, das formas e materiais mais naturais, do ato de simplificar. Daí ela falou da valorização da normal girl em contraponto às it girls, ou seja, valorização daquela guria que não se monta tanto, mas que tem uma vida normal e hábitos decorrentes dessa normalidade. Daí vale falar de um post que eu li no Petiscos e que, pelo que eu percebi, é o mesmo do qual a Carmencita falou na palestra dela. Fica a dica de leitura porque é mega bom! A Rua como expressão de mudança foi a terceira microtendência que a Carmencita citou. Um exemplo é o projeto Rio Etc que estuda a rua e tudo que acontece nela ou os grafiteiros promovendo a valorização de prédios. Arte popular, que nós podemos ver aqui na nossa cidade serrana e fria, em que as pessoas se jogam no frio para fazer os grafites lindos que temos visto por aí, humanizando os espaços e confirmando a tendência da expressão de rua. Enfim, é tendência a forma simplificada, a verdade, o genuíno, aconchegante. Tudo junto ao mesmo tempo e agora! Um projeto da Carmencita aqui na serra é um happy hour temático para promover discussões sobre os temas Amor, Saudade e Cachaça. A coisa vai rolar no Havana aqui em Caxias e eu vou dar todo o serviço aqui no blog quando as datas forem definidas. Eu pedi para a Carmencita me dizer alguma coisa sobre a palestra e a experiência com a nossa gente aqui da serra gaúcha, e ela me disse o seguinte: “O novo tesão de Caxias, porque o amor é tendência.” Eu me despeço amando tudo isso e louca para ver o que mais vai acontecer por aqui! Beijo!

Dani Conte
Dani Conte
Escreve sobre moda, beleza e tendências, mas também dá seus pitacos em outros assuntos. Revisa demonicamente todos os conteúdos do blog.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *