Moda Gourmet: Food Trucks são Tendência

Reestréia
6 de novembro de 2014
Pele de Verão
8 de novembro de 2014

Olá gente bonita! Aqui estou eu, toda prosa, iniciando minha participação na Coluna Habitués do Blog Coisas de Danny Hellen.

Quando a Dani Conte me convidou para escrever neste espaço fiquei super lisonjeada e mega feliz. Em primeiro lugar, porque sigo o blog desde o seu nascimento – e adoro! Depois, porque sempre que alguém, que faz o seu trabalho na maior competência, te convida para compartilhar algo, que te considera para participar de seu caminho, é um acontecimento! Né, gente? Bom demais! E, por fim, mas principalmente, porque conheço a Dani há muito tempo, tanto que prefiro nem comentar, e é muito bacana ver que o mundo girou a tal ponto de nos unir novamente em nossos trabalhos. Com certeza, é uma divertida conspiração do destino, da qual tiramos o melhor proveito. Dani, querida, muito obrigada pelo convite e confiança.

A gastronomia no mundo todo, mas principalmente em nosso a país, vem sofrendo um processo de evolução. Tal como no mundo da moda, existem as tendências e os modismos, somados a profissionais que são artistas super criativos. Os Chefs de hoje nos encantam com pratos lindos, releituras, esferas e espumas, provocando reações em todos nossos sentidos, com o objetivo de tornar o ato de comer, uma experiência única e diferenciada, a cada momento, independentemente do menu a ser saboreado.

Penso que este é o melhor tema para dar inicio a minha participação por aqui.

Mas afinal, o que é moda e o que é tendência, no mundo da gastronomia atual?

Não tenho dúvidas que hoje, no Brasil (e arriscaria dizer: seguindo uma onda internacional), nada está mais em voga do que os Foodtrucks e a sua comida de rua. O movimento para regularização deste tipo de “estabelecimento” de venda de comida (feita em caminhões especiais, vendida e consumida na rua, com qualidade gourmet e a preços mais módicos) iniciado na cidade de São Paulo, varreu o país.

A legislação lá (SP) foi aprovada e a cada dia surge um novo caminhão, todos muito bacanas, coloridos e alegres, como o movimento deve ser. Criaram o Butantan Food Park, onde eles se reúnem, e é a maior farra.

Já há noticias de legislação em andamento em Belo Horizonte, Curitiba, entre outros. Em Porto Alegre já funciona, a todo vapor, o Bonfim Food Park. E, para nossa alegria, em Caxias do Sul, já existe a Associação Caxiense de Food Truck, que está a serviço de quem pretende ter o seu próprio caminhão. A legislação por aqui já está saindo do forno. E temos vários eventos com conjugados com Festivais de Comida de Rua, como ocorreu na Feira do Livro, há poucos dias. E vem outros por aí , tal como está ocorrendo nas maiores cidades Brasil afora . Não é o máximo?!

Recentemente foi lançado aqui no Brasil ( há alguns meses nos USA) o filme CHEF, que conta a historia de um renomado Chef de cozinha que, após uma decepção, larga a alta gastronomia, compra um foodtruck e viaja pelo país vendendo comida típica. Vale muito a pena assistir, veja o trailer:

A moda pegou, não tem mais jeito. É sucesso garantido, quem já sentiu a vibe dos encontros e já provou, sabe do que eu falo. E, você que ainda não viu, não perca!

Por outro lado, a palavra que é, definitivamente, tendência no mundo da gastronomia atual é “sustentável”. O que mais se prega e se busca hoje é a cozinha , comida e mesa sustentáveis. O que isso significa? Uma mudança de comportamento que deve iniciar nos produtores, fornecedores e passar pelos restaurantes, cozinhas em geral , chegar aos consumidores e se propagar entre todos. O objetivo é que o alimento seja bom, limpo e justo. E isto, gente, é muita coisa. Mas, basicamente, significa o respeito pelos animais que se cria para o abate e pela terra em que se planta. Significa, também, a proximidade do produtor com a cozinha, permitindo que os alimentos cheguem frescos e com nutrientes intactos. Ainda, que não se jogue fora o que se pode aproveitar. E tem muito mais!

Não é por nada que aconteceu em São Paulo, esta semana, um dos maiores eventos da área gastronômica, o Congresso Internacional de Gastronomia Mesa Tendencias, tendo como tema “Conexão Essencial: o Produtor Familiar e a Cozinha”. Nele, Chefs renomados do exterior e daqui (o chamado G11 e outros tantos), como Alex Atala, Ana Luiza Trajano, Claude e Thomas Troisgros , além de nossos gaúchos Carlos Kristensen e Floriano Spiess, palestraram e apresentaram seus trabalhos, mostrando como é possível, pela comida, construir um mundo melhor. Bacana, né? Quem acompanhou, se encantou.

Seja pela moda ou pela tendência, é legal que a gente busque novos horizontes na gastronomia, notadamente para que, como o movimento mundial, a mesma seja a mais correta possível. Vocês podem ler mais sobre o assunto nas pages da Associação Caxiense de Food Truck e do Butantan Food Park. Vale também ler a matéria Mesa Tendências no Prazeres da Mesa.

Por hoje é isso, gente! Até a próxima, com receitinhas e outras delícias! Beijo, Beijo

Zucca

zucca

Dani Conte
Dani Conte
Escreve sobre moda, beleza e tendências, mas também dá seus pitacos em outros assuntos. Revisa demonicamente todos os conteúdos do blog.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *