Fui Assim no Casamento do Ano!

Sexta do Branco – Sexta de Vênus
30 de janeiro de 2015
Cabelos com Volume
3 de fevereiro de 2015

Recuperada das 14 horas de festa, hoje eu vou mostrar que Fui Assim no Casamento do Ano, com detalhes do vestido, dos acessórios e das inspirações de cabelo e maquiagem!

A Paty e o Erik (casal mais lindo, gente!) fizeram a cerimônia e a festa na Vinícola Luiz Argenta, um dos lugares mais incríveis aqui da Serra Gaúcha. E o casamento deles foi, sem sombra de dúvidas, o mais lindo que eu já vi na vida!

A previsão (que acabou não se confirmando) era de muito calor e pancadas de chuva, por isso eu planejei um coque. Acontece que eu nunca uso coque e o motivo é bem simples: meu cabelo pesa e, se não tiver um elástico de cabelo envolvido, o coque cai!

Eu marquei cabelo e make cedinho, para dar tempo de fazer um lanche antes de ir até a Vinícola. Pesquisei referências com antecedência – e essa dica é fundamental! – e levei as imagens para o meu Jeff. Ele, como sempre, resolveu meu problema!

É claro que meu cabelo não ficou idêntico ao da foto que eu mostrei para ele, mas ficou super dentro da inspiração, combinando com meu estilo e minhas características estéticas!

Aliás, aqui vale um comentário bem importante: o cabelo NUNCA vai ficar IDÊNTICO ao da referência! É que além dos fatores básicos como textura do fio, quantidade de cabelo, cor do cabelo e espessura do fio, há que se considerar o formato do rosto e o tamanho da cabeça da pessoa. Sim! Parece piada, mas isso muda absolutamente TUDO!

A modelo da foto tem a cabeça menor que a minha, o rosto mais fino e menos angulado e o pescoço mais alongado. Além disso, ela parece ter o cabelo mais fino e em menor quantidade.

Para compensar e manter a referência o Jeff fez meu coque mais alto. Ele dividiu a frente do cabelo em duas mechas grandes e prendeu a parte de trás do cabelo em um rabo de cavalo super esticado e bem firme. Daí ele fez um coque com esse rabo de cavalo e em seguida cobriu o coque com metade da mecha da frente. A outra metade ele acomodou, dividida ao meio, no contorno do rosto.

Na maquiagem nós escolhemos uma sombra metalizada numa cor marrom acinzentada para ficar o mais próximo possível da referencia de maquiagem e, ao mesmo tempo, combinar com o tom da minha pele. Como eu não queria delineador, ele usou um truque muito legal: passou delineador em gel à prova d’água na linha d’água superior. Isso garantiu olhos marcados sem traço na pálpebra, bem do jeito que eu queria! Nas imagens que fizemos no Jeff eu estou sem batom porque eu ainda ia comer uma coisinha, mas em casa eu apliquei o Relentlessly Red da M.A.C. (que também foi dica do Jeff) e ficou sucesso!

O resultado final foi assim:

fui_assim_casamento_beauty

A recomendação era muito clara em relação ao dress code, e eu fiz até um print da tela do site dos noivos porque eu aconselho sempre aos casais que se preocupem em informar alguns detalhes da festa para facilitar a vida dos convidados – principalmente das meninas – na hora de escolher a roupa e os acessórios.

fui_assim_casamento_dresscode

A Paty cuidou com extremo carinho de absolutamente todos os detalhes da festa, e eu sabia disso. Para prestigiar à altura os noivos, eu senti vontade de usar um vestido longo.

Confesso que não acredito muito em longos para casamentos. Penso que eles devam ficar reservados às festas black tie, conforme rezam os mais tradicionais dress codes, mas como as saias longas fluidas andam circulando super bem depois da tendência boho chic, eu me senti à vontade para escolher um vestido assim.

A cerimônia aconteceria ao entardecer e o lugar era uma Vinícola. Eu, então, senti vontade de usar um vestido colorido, de um tecido leve e com um decote incrível – ando afim de decotes!

Escolhi um modelo Gabriela Basso, da Coleção 2013.1.

Gabriela_Basso_colecao2013_1

O meu vestido era de georgette de seda pura, que tem um caimento maior do que o vestido da imagem. A cor também era mais intensa e, apesar de eu ser loira, o amarelo queimado do vestido não ficou estranho.

Já que o casamento era de dia e que meu vestido era longo eu optei por fugir do brilho excessivo nos acessórios. Eu adoro jóias com pegada vintage, por isso escolhi um brinco de prata com pedras brasileiras que acabou combinando super bem com um anel de ametista que a minha mãe ganhou do meu pai há 40 anos. Nos pés eu usei a sandália off white da Coleção Carlos Bacchi para Cecconello e escolhi uma clutch de python verde água, da Marché D’Arty (que me acompanha nas mais variadas ocasiões).

fui_assim_casamento_acessorios

Como eu disse lá no início a previsão do tempo não se confirmou e o clima e a temperatura estavam perfeitos. Apesar de nublado, o sol apareceu para deixar ainda mais poético o entardecer. Havia chovido e estava fresco, por isso joguei nos ombros uma capa de seda (que também me acompanha em diferentes ocasiões).

No fim das contas, fui assim no casamento do ano!

fui_assim_casamento_elevador

fui_assim_casamento_pronta

Aqui vai uma montagem com várias selfies da festa!

fui_assim_casamento_selfies_1

 

 

 

 

 

 

 

Dani Conte
Dani Conte
Escreve sobre moda, beleza e tendências, mas também dá seus pitacos em outros assuntos. Revisa demonicamente todos os conteúdos do blog.

1 Comentário

  1. Joana Maria Toigo conte disse:

    maravilha de casamento é ótima descrição do evento. Parabéns.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *