EATALY São Paulo – O que eu vi, curti e amei!

Moda Gentil
3 de agosto de 2015
SOLA TRATORADA (BRANCA!!!)
14 de agosto de 2015

Bom dia gente linda!

Finalmente, eu fui! Já era tempo!

O novo frisson no mundo da gastronomia nacional, o Eataly, abriu suas portas há alguns poucos meses em São Paulo, como já havia se anunciando desde 2014.

Já falamos disso por AQUI.

E, embora o tempo considerável que já se passou, ele continua lotado, contando com filas enormes de veículos em seu estacionamento e, também, fluxo de pessoas que entram e saem, passam por suas gôndolas e mesas de restaurantes.

Quando a gente chega lá, não é difícil de entender o porquê de tanto burburinho: é um megamercado dedicado à gastronomia, com assinatura italiana.

Para quem conhece outras unidades do Eataly ao redor do mundo vai encontrar diferenças e semelhanças, mas o desenho e a essência são as mesmas.

O que tem de diferente por aqui é que foram inseridas marcas nacionais no mix de produtos vendidos. Enquanto na Itália e nos USA (as unidades que conheço são de Gênova e Nova York) os produtos são essencialmente italianos. Eu não achei ruim. Pelo contrário, achei até bem bacana ver marcas nacionais de qualidade nas prateleiras do Eataly, além de livros dos nossos Chefs maravilhosos. Ah e os queijos. Nossos queijos são motivo de orgulho total, não é verdade?

A unidade também é mais compacta que a de NYC, mas nem por isso menos interessante.

O prédio é bonito, moderno, bem organizado e tem tudo que todo Eataly tem, distribuído nos seus três andares, que são abertos, como grandes mezaninos. Um charme, confesso.

Mas afinal, para quem não conhece, o que seria tudo isso?!

No andar térreo a gente já encontra todas as delícias imagináveis. A lojinha da Nutella, espalhando o perfume dos seus crepes no ar, os sorvetes e chocolates e todo tipo de doçura. Livros, adereços para casa e cozinha, até uma gôndola cheia da brasilidade da GRANADO.  Máquinas para fazer massa, batedeiras, cafeteiras, peças de design italiano…

No centro, um verdadeiro mercado, frutas, legumes, verduras, frescos, orgânicos ou não, de boa qualidade…

 

IMG_6330

Os restaurantes ficam ao redor, em meio às gôndolas…  Café, confeitaria, petiscos, frios… No andar seguinte, a grande vinícola, o açougue, os peixes, os restaurantes de carne, a rotisserie, frutos do mar e a tentação das massas e pizzas.

É nesse andar que eu fui mais feliz, porque é nele que está a infinidade qualidades de arroz para risoto, massas, molhos, temperos, azeites, farinhas… Ou seja, o paraíso na terra. No último andar fica o restaurante principal, o Brace Bar & Griglia  . Não pude jantar nem almoçar lá. Os horários não coincidiram. Isso achei super chato… Restaurantes com horário para abrir e fechar dentro do mercado, me pareceu muito desconectado. Perde o espírito da coisa. A gente entra lá, vai comendo um petisco aqui, uns fiambres ali, bebe um copo de prosseco, toma um café, vai olhando e na hora que decide almoçar – ou jantar… Dá com a cara na porta (no caso, na “cordinha”). Não é nem compatível com São Paulo, onde os restaurantes com este espírito casual dinning abrem das 11h às 23h.

IMG_6331

IMG_6332

Os petiscos, massas e pizzas funcionam o tempo todo… Os demais também deveriam, fica registrado meu protesto!

Visitei o Eataly SP em dois dias e em horários diversos. Numa sexta-feira à tardinha, quando fervilhava para a happy hour e eu aproveitei para jantar no restaurante de carnes, o La Carne.  O Carpaccio e meu prato de carne vieram perfeitos.

IMG_5951

IMG_5953

E, depois, na quarta-feira, a partir do meio dia, tendo ficado até por volta das 18 horas. Comi petiscos, com prosseco em taça. No La Piazza. Confesso que já teria sido suficiente para um almoço. Mas estava acompanhando uma amiga querida, Chef de Cozinha que tem os hábitos do Eataly de Chicago. Então, após passearmos e avaliarmos os produtos por mais algum tempo, decidimos almoçar Pasta e Pizza, com um bom vinho, lá no Rossopomodoro.  Foi ótimo porque eu sou fã de almoços demorados, com alma europeia.

IMG_6267

IMG_6268

Acredito que para poder conhecer bem e usufruir de tudo que há disponível neste encantador mercado é preciso mais algumas vistas, com calma e paciência para apreciar cada um dos seus balcões. Se de um dia para o outro  eu já me surpreendi com coisas diferentes, imagine com tempo dedicado a isto!

A visão geral é animadoramente linda…

IMG_6276

Mas são sempre os detalhes que fazem a diferença, ainda que a gente não perceba de imediato. Olha que encantador esta oliveira que está plantada no meio da loja, devidamente protegida, mas grandiosamente exposta no segundo andar do bonito prédio estabelecido na Av. JK, num dos pontos super nobres de São Paulo.

IMG_6274

É um excelente programa para quem aprecia a boa mesa. Descontraído, sem frescuras, dá até para trazer muitas coisas na mala. Super recomendo.

Quer dar uma espiada mais de perto, mas não tá podendo ainda pegar a estrada? Dá uma espiada na página do estabelecimento AQUI.

Beijos,

Zucca


Patrícia Zuco

Zucca Gastrô

www.zuccagastro.com.br

 

Dani Conte
Dani Conte
Escreve sobre moda, beleza e tendências, mas também dá seus pitacos em outros assuntos. Revisa demonicamente todos os conteúdos do blog.

1 Comentário

  1. […] Agora o arroz. Lá tem desde o bem tradicional arboreto, o nano ( de grãos menores) e o melhor arroz do mundo pra Risoto, o  Acquerello.Este, aliás, se vende com pompa e circunstância no Eataly (veja AQUI). […]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *