ÁGUA PARA A PELE
15 de março de 2016
GALOCHAS, POR FAVOR!
21 de março de 2016
Exibir tudo

Gente, não tá fácil falar de qualquer assunto que não envolva a crise política que assola o Brasil, então eu vou falar de Selfie! Isso mesmo: a Selfie da Crise!

Já aviso aos haters de selfies que é melhor pararem por aqui, porque eu vou defender a prática.

É que eu penso que em um momento como esse, tudo que se faz e se mostra, inspira.

Ir para a rua e fazer uma selfie é, sim, legal! Significa que a sua vontade de se insurgir contra a corrupção, desrespeito e planos mirabolantes para driblar a Justiça não cabe em você e extravasá-la com a camiseta verde e amarela não é suficiente. Você precisa ir além. Transcender os limites geográficos e contar ao mundo que você está indignado.

As redes sociais têm poder e a sua foto pode inspirar aquela pessoa que está em cima do muro, seja para pensar como você ou de forma diferente. O importante é, no fim, fazer pensar! E a selfie tem seu papel nesse processo!

A selfie postada nas redes sociais mostra para a sua vizinha que, apesar da sua cara séria, vocês estão juntas na mesma causa. A selfie postada nas redes sociais mostra para o seu chefe que você tem opinião e postura moral. E isso não vale só para agora, não vale só para hoje e nem vale apenas para o combate à corrupção.

Não dá mais para fazer a Gloria Pires. Formar opinião sobre política (questão do momento) ou sobre outras causas como feminismo, políticas anti-racismo, legalização da maconha, exploração animal ou a troca de síndico do seu condomínio requer interesse e conhecimento. Que tal aproveitarmos esse momento para elevarmos os nossos? Afinal, ninguém está (ou, ao menos, não deveria estar) nessa vida para fazer volume ou ser um peso morto na sociedade.

Agora, algumas considerações sobre a turma que não entra, não sai e só fala mal de quem se manifesta…

1 – se você não foi pra rua porque ainda tem mulher apanhando no Brasil (li isso, acreditam?), então você provavelmente é do time que precisa escolher causas. Talvez você tenha até falado mal de quem usou o filtro Celebrate Pride no perfil do Facebook, alegando que não concordava com ele por causa da fome na África… tipo… OI?

2 – se você acha que as manifestações são coisa de “coxinha” ou de gente que é contra o PT, observe melhor. As manifestações são contra a corrupção e contra a falta de vergonha na cara de quem, 3 dias depois da maior manifestação popular brasileira, tentou estuprar o povo, empurrando goela abaixo como Ministro, um cidadão que é investigado pela Polícia Federal por suspeita de ter roubado o país, de ter enriquecido ilicitamente… As manifestações são contra a frieza com a qual as manipulações acontecem. Quem ainda não entendeu a complexidade e a gravidade da situação é porque ainda não se inteirou dela.

3 – se você acha que há uma polarização e ainda está preso no raciocínio simplista (e limitado) de que quem quer Lula na cadeia e Dilma deposta é porque defende o Cunha ou quem quer que seja, preste muita atenção a este exemplo didático:

João das Nuvens é assaltante de banco. Ele fez 18 reféns no seu último assalto e matou um segurança da agência que ele e seus comparsas invadiram. João das Nuvens mora em uma cobertura triplex na cidade de Céu Azul. João das Nuvens é vizinho de Lúcio dos Ventos, que mora na cobertura triplex de outra torre do mesmo condomínio. Lúcio dos Ventos é traficante internacional de drogas e alicia menores da escola que fica ao lado do condomínio para que trabalhem com ele. Ele fornece armas para os menores e abusa sexualmente de alguns deles.

Agora me diga: Quem você acha que deve ir preso e pagar pelos crimes que cometeu? Entendeu agora?

4 – se você não quer falar sobre isso porque “não gosta de política”, cresça! Viver é um ato político e você pode até não querer comentar, mas não pode fugir do mundo e, portanto, o melhor é se informar.

5 – se você acha que quem fura o sinal vermelho no trânsito não pode se manifestar contra a roubalheira, repense. Ou você acha que quem rouba um pão para alimentar uma família não tem o direito de se insurgir contra quem estupra e mata? E aqui cabe um adendo: se o dinheiro dos nossos impostos fosse usado corretamente, poderíamos parar tranquilamente no sinal a qualquer hora do dia… Além disso, furar o sinal pode ser remediado e não torna ninguém refém dos delírios megalomaníacos de gente corrupta. Ao furar o sinal você não faz ninguém de bobo. #ficadica

6 – Se você está chateado porque essas manifestações fazem crescer o ódio, saiba que ódio sente quem não tem argumentos. Quem lê e se informa consegue defender suas ideias sem necessidade de força bruta. Quem agride e incita violência o faz porque sabe que não tem razão. Então, ao invés de julgar, reclamar ou encher o Facebook de mimimi, informe-se!

Roubar é feio. Usar de influências para se safar é muito feio. Mentir é feio também. É sobre isso que estamos falando neste momento da história do país!

O Sr. Luiz Inácio foi nomeado Ministro da malfadada Casa Civil (José Dirceu esteve lá, lembram?) para resolver a questão econômica, usar de sua capacidade política para impedir o impeachment e… gente? O que mais a Presidente atribuiria a ele? A cura do câncer?

Depois da divulgação dos áudios não dá pra ficar alheio. Eles não podem “desfalar” e nós não podemos “desouvir”.

E para a turma que não quer se prender ao assunto político, que tal prestar atenção aos termos machistas nojentos (mulheres do “grelo duro”???) que são usados em trechos dos áudios divulgados? Eles estão, todos, disponíveis no YouTube…

É por isso que você pode não querer comentar ou debater o assunto, mas não se inteirar e falar mal de quem está interessado nessas informações e disposto ao debate é concordar com a corrupção.

Não conhecer as circunstâncias e não participar deste momento, mesmo que simplesmente absorvendo informação, é lavar as mãos. É abdicar da capacidade de escolha. É se deixar levar pela maré. O resultado pode ser danoso. Pode significar ter que aceitar o que vier. É como um vegetariano aceitar jantar um bife porque não quis conhecer o cardápio!

Sejamos brasileiros, por favor!

 

 

 

Dani Conte
Dani Conte
Escreve sobre moda, beleza e tendências, mas também dá seus pitacos em outros assuntos. Revisa demonicamente todos os conteúdos do blog.

1 Comentário

  1. Joana Maria Toigo conte disse:

    Maravilha. Estabelecer relações entre fatos com competência é bom humor não é pra todos. Parabéns.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *