TENDÊNCIAS GASTRONÔMICAS: QUE SABOR TERÁ 2015 ?

Normcore não é desleixo!
8 de janeiro de 2015
Marsala: A Cor desta Segunda… e do Ano
12 de janeiro de 2015

Bom dia, gente linda! O ano começou e – ainda bem – sempre começa com muitos brindes, taças cheias e, normalmente, mesa farta. Bem no estilo que eu curto!

Enquanto a maioria se lamenta pelo peso extra adquirido, eu penso em duas coisas: como reaproveitar as sobras e quais seriam as tendências gastronômicas para o ano que chega. Que aromas sentiremos? Que sabor, afinal, terá 2015?

Não sou só eu. Na primeira sexta-feira do ano, a trupe dos Destemperados, turma tri, que acompanho desde 2007 – e admiro demais, dedicou o caderno Gastrô, do jornal Zero Hora, todinho, para falar das tendências da gastronomia para 2015. Entrevistaram Chefs, falaram das feiras gastronômicas, passaram receitas e resumiram, a quatro, as principais tendências para o ano: fortalecimento da comida asiática, seus temperos e forma de preparo e de servir; valorização do amargo ( iniciado com o hábito de tomar café sem açúcar); mais brasa, menos fritura, cozinha etc, pelo sabor da fumaça, num retorno às origens; e, as comidas pré prontas, que venho falando já, embaladas a vácuo, cujo preparo,em casa, depende de mero aquecimento.

Um trabalho pra lá de bacana.

Aqui tem duas imagens de lugares muito legais que vêm oferecendo as comidas-pré prontas aqui na serra gaúcha. Estou falando da Yoo Boutique, em Caxias e do Valle Rustico, em Garibaldi:

Yoo Boutique

Yoo Boutique

Valle Rustico

Valle Rustico

Se eu tivesse que apostar em algo, como movimento, sem dúvida seria na comida de rua. Essas feiras, sejam em barracas ou em Food Trucks, com comida de boa qualidade, vieram pra ficar e vão rasgar o país neste ano. Foi tendência, agora já está aprovado pelo público. Também voto na experiência do “pré pronto”, porque é a evolução da marmita. É a comida que se pega quase pronta: ao finalizar em casa, se tem a sensação do prato fresco e, ainda, economia de ingredientes, tempo, sugeira… É um grande facilitador, tanto para quem sabe cozinhar e não tem tempo, quanto para quem não é muito amigo das panelas.

Na imagem a seguir tem dois exemplos da tendência da comida de rua: a propaganda do Food Park em Atlântida, praia do litoral sul, e do Food Park em São Paulo.

foodpark_foodtruck

Quanto a um prato em si, o que vejo como novidade, que vêm pipocando aqui e ali, e se tivesse que escolher um para apostar, colocaria algumas boas fichas na Piadina.

A Piadina é uma receita italiana que consiste numa massa fininha, que lembra um crepe, uma pizza, há quem chame de pão de frigideira.  A massa é fininha, crocante e permite uma série infindável de recheios. Pode ser mais ou menos saudável, à escolha do local que faz ou do consumidor. E não é pesado como pizza.

Piadina_recheios2 Piadina_recheios

Por que escolhi essa? Eu explico. Outro dia estava conversando com uma amiga, gaucha como eu, mas que já mora em SC há alguns anos, e concluímos que tudo que vira sucesso em Balneario Camboriú no verão, certamente terá sucesso no restante do ano, onde quer que se estabeleça. O motivo, não sabemos. A conclusão é totalmente empírica, sem qualquer base técnica, apenas fundado na observação. Eu conheci a Piadina, versão brasileira, ano passado, no La Villa Café, justamente em  Balneario Camboriú. Neste verão, já se estabeleceu no centro, uma Piadineria, a Azdora! Que tal? Sabe estas paletas mexicanas que são a febre do momento com, pelo menos,mais de 10 marcas conhecidas pelo país, tanto que recebeu a piada do Raio Gourmetizador do Facebook? Pois é, há dois verões atrás já formavam fila em frente à minúscula loja que existia no Centro de Balneario. Deve ser a quantidade louca de gente de todo lugar que tem por lá.

image14

O tempo mostrará! A maior de todas as tendências gastronômicas, na minha opinião, será o comer sem culpa, com prazer. A valorização das refeições, feitas com carinho, que tanto nos aproxima dos amigos, familiares e de todos que se encontram à mesa, local onde celebramos amores, amizades e as coisas boas de nossas vidas!

Que sabores nos esperam? Que venha 2015 e nos deixe descobrir!

Santé!

Beijos,

Zucca

Dani Conte
Dani Conte
Escreve sobre moda, beleza e tendências, mas também dá seus pitacos em outros assuntos. Revisa demonicamente todos os conteúdos do blog.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *